vida

Não é “mimimi”, temos que falar sobre isso


Marcado: , , .

download

Talvez alguns leitores pensem que as minhas palavras são dadas em razão de eu ser uma pessoa de esquerda (mas não sou) e que eu sou “boba” ao dramatizar por coisas irrelevantes, mas na minha opinião isso é importante sim e deve ser tratado com todo respeito e relevância.

O episódio ocorrido na semana passada entre Sílvio Santos e Cláudia Leitte é um retrato do que acontece todos os dias com muitas mulheres. Inclusive, resolvi tomar coragem e falar do que passei há uns meses quando fui em uma consulta médica.

Fui até lá pedir mais receitas para o meu antidepressivo. Nisso, ele começou a indagar a razão pela qual eu tomava remédios. Tive que explicar com toda a calma todos os motivos que me levaram a tomar e com isso, veio à tona o assunto do término do namoro, tratando sobre como me senti insegura com minha aparência e minha autoestima. Do nada, ele começa a dizer que “acha um desperdício uma menina tão bonita quanto eu se depreciar dessa forma”, “ao me olhar sentia vontade de ir para a cama comigo”, “seria maravilhoso transar comigo” e “é uma pena mesmo eu me sentir assim”. Foram essas palavras ditas por ele.

Ele começou a olhar para mim de uma forma intimidadora que me causou medo. Comecei a ficar muito nervosa, mostrei meu incômodo com os comentários e consegui cortar o assunto para pedir logo a receita. Fui embora tremendo e chorando, pois nunca havia passado por uma situação desse tipo. A impressão que tive é que se ficasse mais um tempo lá ele partiria para as vias de fato.

Quem nunca passou por um episódio como esses não sabe como é desagradável e traumático pode ser. Você se sente um objeto, uma pessoa qualquer, como se não tivesse nenhum valor. Como se fosse um pedaço de carne ali exposto, como se não tivesse forças para lutar contra um mundo machista. Por isso, quando vi a cena de Sílvio falando aquelas palavras para a cantora, veio em minha mente tudo que passei naquele dia e pude entender o que ela sentiu no momento.

Eu era uma pessoa que parte da minha vida assisti ao Programa Sílvio Santos aos domingo e desde de o ano passado parei de assistir em razão dos comentários que ele faz tanto para as convidadas como para as meninas do auditório que são desrespeitosas, não são engraçadas e constrangem. Se você parar para assistir o programa dele durante trinta minutos você irá se anojar com a forma tarada com que ele fala das mulheres. Realmente se fica com nojo.

Esse episódio não é algo de hoje, isso acontece há muito tempo. Porém ela foi a primeira a comentar o quão incomodada se sentiu. Acredito que nós, mulheres, temos que nos abrir a isso sem medo, falar do que está errado e o que não gostamos, pois está mais que na hora de isso parar. Deixo essa reflexão não só para mulheres, mas também para homens, pois sei que muitos tem noção de que isso é errado e que são capazes de conscientizar os demais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s